Dicas e Artigos

Voz pode interferir na imagem do profissional

 

Voz pode interferir na imagem do profissional

Toda vez que o comerciante Robson Moraes, 38, negociava com um cliente, sentia que a voz dele não se mostrava decidida nem firme. O mesmo acontecia ao dar uma ordem a um funcionário: passava a impressão de falta de autoridade.
 
Além do problema de projeção da língua -a popular língua presa-, Moraes não estava satisfeito com a própria voz. Mais que uma questão estética, isso afetava sua rotina profissional.
 
Depois de seis meses de tratamento com uma fonoaudióloga, o comerciante diz que já dá para perceber os resultados. “As pessoas mostram mais respeito diante de mim”, avalia.
 
Moraes é um exemplo de paciente que procura um especialista para mudar a expressividade oral e, assim, melhorar o relacionamento no trabalho.
 
Assim como ele, muitos executivos recorrem aos consultórios para trabalhar a voz e evitar situações em que possam parecer agressivos ou inseguros -sem ter essas intenções-, segundo Leslie Piccolotto Ferreira, professora de fonoaudiologia da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica).
 
“Às vezes a pessoa nem tem o jeito bravo, mas a forma como fala passa isso”, explica.
 
Arnaldo Guilherme, otorrinolaringologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), exemplifica com a situação em que o chefe repreende o funcionário, mas não transmite autoridade. “Quem toma bronca de alguém que fala fino pode não o levar a sério.”
 
A saída, afirma Guilherme, é se valer de exercícios de impostação e postura vocais. “Assim, é possível adaptar a voz a situações relacionadas ao trabalho.”
 
 
DICAS
Após o uso intenso da voz, procure permanecer em repouso vocal por algum tempo;
Beba bastante água durante o dia, em temperatura ambiente, de preferência em pequenos goles;
Gritar é uma das atitudes mais agressoras para a laringe, onde estão localizadas as pregas vocais;
Se sintomas de rouquidão, perda de voz, dor ao falar ou engolir persistirem por mais de 15 dias, será preciso procurar orientação médica.
Leslie Piccolotto Ferreira, professora de fonoaudiologia da PUC-SP
 
Autor: Igor Giannasi
Autor: Folha de S. Paulo - Caderno Emprego

novidades por email

Receba nossas novidades por email

entre em contato

Rua Barão do Rio Branco, nº 882, salas 406 - 409 Centro - Feira de Santana - BA
Fone: (75) 3614-1780

redes sociais

Twitter Facebook Flickr Linked in Instagram
Lince Web - Soluções Inteligentes
Copyright 2006 - 2018. Clínica Fonoclin.
Webmail